Belinati determina proibição de venda de bebida alcoólica para consumo presencial em Londrina

Em transmissão ao vivo no Facebook na manhã desta sexta-feira (11), o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, determina proibição de venda de bebida alcoólica para consumo presencial em todos os estabelecimentos comerciais (padarias, conveniência, restaurante) nos próximos 14 dias. Um novo decreto será publicado ainda nesta sexta e a proibição já está valendo, conforme o prefeito. 

Em transmissão ao vivo no Facebook na manhã desta sexta-feira (11), o prefeito de Londrina,  Marcelo Belinati, determina proibição de venda de bebida alcoólica para consumo presencial em todos os estabelecimentos comerciais (padarias, conveniência, restaurante) nos próximos 14 dias. Um novo decreto será publicado ainda nesta sexta e a proibição já está valendo, conforme o prefeito.

Belinati já havia anunciado nesta semana o fechamento de todos os bares de Londrina e áreas de lazer que entrou em vigor também nesta sexta-feira. Também foi estabelecida a criação da força-tarefa para fiscalizar festas, baladas, chácaras e outras situações envolvendo aglomerações. O secretário municipal de Defesa Social Pedro Ramos adiantou na live que a força-tarefa já está funcionando.

Conforme o prefeito, foi identificado pelas equipes da administração municipal que vários estabelecimentos possuem alvarás diferentes. Muitos locais funcionam como padaria, mas têm atividade de bar como secundária. Assim como lanchonetes e conveniências. Nesses casos, apenas a atividade de bar não poderá funcionar. "Se encontramos gente bebendo perto de postos, os donos serão responsabilizados também", pontua. A Lei Seca já vale na cidade há dois anos. A multa é de R$ 500 para quem estiver bebendo na rua.